Está publicada na edição desta quarta-feira (5) do Diário Oficial a tabela com os novos preços do frete.

O impacto médio no preço mínimo dos fretes varia de 1,66% a 6,24%, dependendo do tipo de carga e da distância percorrida segundo a ANTT, a Agência Nacional de Transportes. Lembrando que não é um reajuste linear, depende do tipo de carga e da distância.

É que, de acordo com a ANTT, uma nova tabela com frete mínimo deve ser publicada sempre que houver oscilação maior que 10% no preço do óleo diesel, no mercado nacional, cumprindo o que prevê a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas.

Desde a última sexta-feira (31), o preço médio do diesel nas refinarias da Petrobras subiu em 13,03%.

Este foi o primeiro reajuste desde junho, quando, em acordo com os caminhoneiros em greve, o governo congelou o preço do produto nas refinarias em R$ 2,03 por litro.

O governo pretende intensificar a partir desta semana a fiscalização dos preços do frete por causa do reajuste no preço do diesel, quando uma onda de boatos quanto a nova paralisação dos caminhoneiros surgiu.

A Polícia Federal vai investigar de onde vieram as mensagens falsas divulgadas nas redes sociais.

*Com informações da Agência Brasil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui