Inquérito vai apontar causa mortis de homem que faleceu no centro de Carneirinhos

A causa mortis de Raimundo de Paula Fernandes, 56 anos, o “Dico”, morador do bairro Loanda, será apontada em inquérito policial instaurado pela delegada adjunta da 4ª Delegacia de Polícia Civil, em João Monlevade, Camila Batista Alves.

A policial afirmou que policiais civis devem conversar com testemunhas e familiares de Dico para esclarecer os fatos.  O processo será necessário devido ao corpo do senhor ficar em cima da calçada por mais de  duas horas no centro comercial do bairro Carneirinhos. O fato gerou revolta a quem passava pelo local.

Dico morreu anteontem (15), depois de passar mal ao subir uma escada num prédio. Uma equipe do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) esteve no local, mas a vítima já não apresentava mais nenhum sinal vital e os socorristas puderam apenas constatar o óbito.

Duas viaturas da Polícia Militar também estiveram no local, e os militares isolaram a área e a Perícia Técnica da Polícia Civil chegou a ser acionada mas informou que não compareceria, segundo informou os militares que atendiam a ocorrência.

O não comparecimento da  perícia nesse caso foi explicado pela delegada Camila Alves, que reforçou que a perícia só vai à cena de um crime quando há o uso da violência. Ainda  conforme a delegada, a perita que estava de plantão na hora do ocorrido afirmou que  as informações repassadas a ela era de que o senhor teria morrido de causa natural e, nesse caso, não há o deslocamento da perícia.

Camila Alves enfatizou que não houve em momento algum a negativa de atendimento da perícia. Após conclusão do inquérito sobre a causa da morte do senhor, se necessário, a delegada pode instaurar sindicância para levantar os fatos ocorridos internamente.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui