A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, na tarde da última segunda-feira (26), um homem de 56 anos, suspeito pelo crime de estupro de vulnerável, em Ipanema, região do Rio Doce. Na última sexta-feira (23/7), outro investigado, de 34 anos, também foi preso pelo abuso da mesma criança, na cidade de Pocrane. A vítima tinha 10 anos à época do crime e sofreu as violências em ocasiões diversas.

Anúncios

Conforme apurado, o suspeito 56 anos, que já foi vereador em Pocrane, era vizinho e amigo do avô da criança. O outro investigado, de 34, já foi padrasto da vítima. Os dois suspeitos teriam se aproveitado da liberdade que tinham no ambiente familiar para abusar da vítima.

Continue lendo após o anúncio

Segundo apurado, os crimes teriam ocorrido nos anos de 2018 e 2019, mas a família da criança não tinha conhecimento dos fatos. Em 2020, a vítima procurou o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da cidade, que levou o caso à polícia.

Durante as investigações, os suspeitos estariam coagindo tanto a mãe quanto o avô da criança para que não prestassem depoimento e, por isso, imediatamente, foi representada pelas prisões temporária dos suspeitos, ambas deferidas pelo Poder Judiciário.

Os suspeitos irão permanecer presos por 30 dias, inicialmente, até a conclusão das investigações, oportunidade em que será reavaliada a necessidade da prisão deles.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui