Dois adolescentes de 15 e de 16 anos foram apreendidos por volta das 20h do último sábado (9), em João Monlevade, depois de assaltarem três rapazes no centro da cidade. Os adolescentes  alegaram que o irmão ordenou que eles cometessem o crime para pagarem dívidas por drogas.

As vítimas do assalto, contaram que seguiam pela rua Geraldo Miranda, em direção à Prefeitura, quando foram surpreendidos por dois indivíduos. Um deles estaria armado e determinou que os rapazes entregassem os celulares. Em seguida, os irmãos fugiram, cada um deles por uma rua.

O menino de 15 anos foi localizado na rua Gomes Batista esquina com rua Teofilo Otoni. Em sua cintura ele tinha um simulacro de arma de fogo estilo pistola bereta. Para a polícia, o menor contou que foi o seu irmão, em companhia de um outro infrator, que teriam cometido o roubo contra as vítimas.

A PM foi até a casa dos meninos e no local o adolescente de 16 anos afirmou que roubaram celulares a mando de um traficante, pois eles estariam devendo drogas para o autor, que também teria frequentemente tem recebido ameaças de morte. A réplica de revólver foi dada aos meninos pelo suposto traficante. A polícia foi até a casa do homem indicado pelos  menores infratores e não o encontrou. Segundo os adolescentes, os celulares roubados foram entregues a ele. Os aparelhos também não foram localizados.

Outro roubo

No final de semana, um homem de 64 anos também foi roubado por dois ladrões, que fugiram com a carteira dele com documentos e R$ 40,00. A vítima contou que saiu do trabalho, por volta das 18h, e passava por uma escada perto do Velório Municipal, quando foi abordada pelos marginais. Um deles teria encostado uma arma em suas costas e ordenado que entregasse o celular. Como o homem alegou não ter o aparelho, os bandidos roubaram a carteira dele.  Ninguém foi preso.

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui