A Prefeitura Municipal de Itabira publica, a partir desta quinta-feira (28), um boletim diário com informações sobre a campanha de vacinação contra a Covid-19 no município. Chamado de “Vacinômetro”, o informativo apresenta a quantidade de doses destinadas a cada setor dentro dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde, cujos planos são seguidos pelas equipes locais. Desde o dia 20, segundo mostra a atualização mais recente da Secretaria Municipal de Saúde, já foram vacinadas 803 pessoas em Itabira.

O boletim mostra que 723 doses foram destinadas aos hospitais da cidade, sendo 153 para o Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) e 570 para o grupo que reúne Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD), Pronto Socorro Municipal e Samu.

Em instituições de longa permanência foram 69 doses (46 para os profissionais do Lar de Ozanam e 23 para jovens institucionalizados com mais de 18 anos e com comorbidades e funcionários em duas Casas Lares da cidade). Os idosos ainda aguardam a liberação por parte do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do Governo do Estado.

O “Vacinômetro” também aponta que 11 doses da vacina foram destinadas às equipes de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde, entre aplicadores e coletores.

Etapas

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Eliana Horta, a vacinação já contemplou todo o grupo prioritário do Carlos Chagas. No HNSD ainda restam profissionais a serem vacinados, segundo listagem apresentada pelo hospital à SMS. Essas imunizações ocorrerão nos próximos dias.

A partir da semana que vem, a Secretaria Municipal de Saúde dá início à vacinação nas equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Segundo a pasta, esse processo seguirá nota técnica emitida pelo Governo de Minas Gerais, que orienta sobre as prioridades entre os profissionais do sistema público.

“É preciso esclarecer que todo o processo segue com rigor o que nos foi preconizado. A gente entra agora na etapa desses profissionais de saúde além dos hospitais. São os profissionais que também estão em linha de frente, porque na maioria das vezes é pelas UBSs que os pacientes infectados entram no sistema. Então, é fundamental de que estejam imunes e seguros contra a doença”, comenta a secretária de Saúde, Eliana Horta.

Mais doses

Para avançar no plano de vacinação, a Secretaria Municipal de Saúde conta com importante reforço de doses informado nesta semana pela Gerência Regional de Saúde (GRS). O município terá direito a 1.172 doses a mais, referentes ainda ao primeiro lote, entregue na semana passada. Esse quantitativo não havia sido notificado inicialmente ao município, mas já constava na planilha divulgada posteriormente pelo Governo do Estado. Os imunizantes deverão ser recebidos pela SMS nesta sexta-feira (29).

Com esse acréscimo, Itabira passa, então, a contar com 2.172 vacinas para a primeira dose dos grupos prioritários. O mesmo quantitativo já está garantido para a segunda dose, sendo que 1.000 já serão liberadas na semana que vem (destinadas aos que tomaram a vacina primeiro, respeitando o prazo de duas semanas) e outras 1.172 ficarão guardadas na GRS para o reforço dos grupos imunizados no segundo momento.

Segundo lote

Além das 4.344 doses (para primeira e segunda dose) recebidas no primeiro envio do Governo de Minas, a Secretaria Municipal de Saúde ainda aguarda a formalização da quantidade de imunizante que será repassada à Itabira no segundo envio. As vacinas chegaram à cidade nesta quinta-feira, mas estão de posse da GRS. Haverá uma reunião na manhã desta sexta para repasse das informações.

Até então, Itabira só trabalhava com a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Com esta segunda remessa, a cidade também terá doses da vacina AstraZeneca/Oxford.

“Muito bom que as vacinas estejam chegando e que a gente tenha essa possibilidade de ampliar a nossa vacinação. Tomara que tenhamos boa notícia, com um número relevante de doses também nesta segunda remessa, para garantirmos a proteção para um número maior de itabiranos”, finalizou Eliana Horta.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui