Itabira registra o segundo homicídio do ano na cidade

A vítima foi encontrada amarrada e com um tiro na cabeça

O corpo de Pedro Arthur Santos Silva, de 19 anos, que foi executado a tiros no final da final da manhã de ontem (13), foi encontrado também com as mãos amarradas próximo da linha férrea que fica paralela à rodovia AMG-900, saída da cidade de Itabira. Segundo a polícia uma denúncia dava conta de que havia um homem caído ao lado da linha férrea, aparentemente já sem vida.

Chegando ao local os militares confirmaram e isolaram a área até a chegada da Perícia Técnica da Polícia Civil, que durante os trabalhos constatou várias perfurações na cabeça da vítima, provocadas por disparos de arma de fogo. E ainda, que as mãos dele estavam amarradas para trás com fita adesiva. No bolso da calça de Pedro Arthur, a perícia encontrou uma marica, objeto usado para o consumo de drogas, uma foto e um documento do Sistema de Informatização dos Serviços das Comarcas (SISCOM), emitido no dia 10 deste mês pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A perícia recolheu também no local, um projétil de arma de fogo, que poderá ajudar a determinar o calibre da arma usada na execução.

morto

Após a conclusão dos trabalhos periciais, o corpo da vítima foi removido ao Posto Médico Legal (PML) de Itabira. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Segundo a polícia, consta no sistema que a vítima havia deixado o Presídio no dia 15 de dezembro de 2016, onde esteve recolhido.

 

Fonte: Artila Lemos

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui