João Monlevade: pai é preso suspeito de estuprar filha de 19 anos

Um homem de 48 anos foi preso em flagrante por volta das 18h30 dessa quinta-feira (1º), suspeito estuprar a própria filha de 19 anos de idade. O fato aconteceu em João Monlevade. Um irmão da vítima, de 11 anos, flagrou os abusos e contou para a mãe. A criança disse ainda que o crime vinha sendo praticado pelo pai há vários dias.

Diante do relato do filho, a mulher resolveu chamar a Polícia Militar. O menino contou aos militares que por volta das 11h30 chegou em casa e deparou com o seu pai em pé, com as calças arriadas e a sua irmã ajoelhada em frente a ele, sendo abusada sexualmente. Ele deixou a casa apavorado e, ao retornar por volta das 17h30, resolveu contar tudo para a mãe. O menino contou ainda que por diversas vezes flagrou o pai entrando e saindo do quarto da irmã.

Outra irmã da vítima de 14 anos, também contou para a polícia, que há aproximadamente um mês, durante a madrugada, viu quando o pai dela foi até a janela do quarto da vítima e pediu para ela levantar a blusa e passar a mão nele. Outra menor de 15 anos também disse que já teria presenciado o pai entrar e sair do quarto da irmã.

Segundo a vítima, os abusos começaram quando tomava banho aos 11 anos de idade. Ela disse que não tinha maldade e pensava que não havia problemas. Com o tempo, o pai começou a pegar a mão dela e fazer com que ela acariciasse suas partes íntimas e, por fim, ordenava que praticasse sexo oral nele.

A vítima disse que nunca denunciou o caso porque o autor a ameaçava, dizendo que caso ela não fizesse o que queria, faria o mesmo com as irmãs dela mais novas. O pai também a ameaçava de não poder sair de casa com os amigos.

Drama entre irmãos

O drama era divido entre a vítima e os irmãos. Eles comentavam entre si e chegaram a pedir ao pai por diversas vezes que parasse com os atos obscenos, pois caso a mãe deles descobrisse poderia pensar que a irmã seria culpada das investidas do pai.

A vítima tomou coragem em denunciar o pai, após perceber que o irmão havia presenciado, mais cedo, o abuso sexual. Ela disse que apesar de todos os atos cometidos pelo autor, nunca ocorreu uma penetração, pois sempre que mandava que ela se deitasse, dava um jeito de correr dele e escapar.

Suspeito confessou abusos

Segundo a polícia, o homem confessou o crime e disse ter praticado sexo oral com a filha. Ele confirmou ainda que os crimes ocorrem desde quando a vítima tinha apenas 11 anos de idade. O autor alegou estar arrependido e por isso confessou o estupro. A jovem foi levada ao Hospital Margarida e após ser submetidas a exames foi liberada.

A esposa do suspeito, temendo por eventual vingança, disse que irá pedir na Justiça uma medida protetiva contra o marido devido ele ser muito agressivo.

O homem recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado para a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis. Para resguardar a integridade das vítimas, optamos por não revelar os nomes e nem o bairro onde a família mora.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui