João Monlevade registra queda nos acidentes de trânsito

Estados que fazem mais fiscalização conseguem reduzir uso de álcool

No último dia do Movimento Maio Amarelo, uma boa notícia para os mineiros: os acidentes de trânsito com vítima caíram em Minas Gerais e em João Monlevade na comparação dos quatro primeiros meses de 2017 com o ano passado.

A redução alcança os 9,6% no estado, com diminuição de 2.652 registros que resultaram em pessoas mortas, vítimas inconscientes ou feridos graves e leves. Já em João Monlevade a queda é de 7%. No ano passado, na cidade, foram registrados 99 acidentes desse tipo, contra 92 registros no mesmo período de 2017. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Os dados de acidentes sem vítimas – pequenas colisões ou ocorrências em que não há feridos – teve um pequeno aumento em Minas Gerais, apresentando uma elevação de 1,2% no quadrimestre de 2017. Em 2016 foram 55.289 acidentes sem vítimas e em 2017 foram 55.934. Em João Monlevade o índice também teve redução – 2,5% – com o registro de 196 ocorrências de janeiro a abril de 2016 para 191 no mesmo período desse ano.

O diretor do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), Rogério de Melo Araújo, comentou os dados avaliando positivamente a redução dos índices e diz que espera que o movimento também seja reflexo de uma maior conscientização dos condutores. “A educação no trânsito é de grande importância para garantir mais segurança”, disse.

Já o chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, major Flávio Santiago, destacou que a instituição tem potencializado as operações preventivas e de fiscalização para garantir mais segurança aos usuários, principalmente nas rodovias, onde os acidentes são mais graves.

“Diversas ações de conscientização para que o cidadão adote um comportamento mais seguro no trânsito são realizadas constantemente, inclusive aquelas voltadas para alertar os motoristas sobre os riscos de combinar bebida e direção”. Nas vias urbanas, inclusive, segundo a Polícia Militar, a operação Lei Seca, realizada de forma integrada por instituições do Sistema de Defesa Social e municípios, é a aposta na contribuição para a redução. (Com Agência Minas).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui