João Monlevade sedia 14ª Conferência Municipal de Saúde nesta sexta

Pré-conferências municipais de saúde, ocorreram de 25 de março a 4 de abril

A 14ª Conferência Municipal de Saúde de João Monlevade será nesta sexta-feira (12), de 7h às 17h, na sede da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Piracicaba (Amepi), no bairro Aclimação. Esse ano, em consonância com a 16ª Conferência Nacional de Saúde, a ser realizada de 4 a 7 de agosto, em Brasília, o tema central é “Democracia e Saúde” e os eixos temáticos são: saúde como direito, consolidação dos princípios do SUS e financiamento do SUS.

A Conferência Municipal vai reunir delegados escolhidos nas pré-conferências municipais de saúde, que ocorreram de 25 de março a 4 de abril em todas os centros de saúde do município, além de conselheiros municipais de saúde, profissionais da área e demais interessados na temática. Os participantes têm o objetivo de analisar as prioridades locais de saúde, formular propostas e elaborar um relatório final da conferência.

Pela programação, de 7h às 11h, haverá credenciamento dos participantes, abertura do evento, leitura e aprovação do regimento da conferência, debates e palestras. De 13h às 17h, o evento continua com trabalhos em grupos, apresentação e votação de moções e de propostas para a saúde e eleição de delegados para a Conferência Estadual de Saúde.

Reclamações unânimes

Durante as pré-conferências municipais de saúde, os usuários reclamaram do atendimento prestado pelos responsáveis pelo ônibus que faz viagem diária para Belo Horizonte levando pacientes para  consultas médicas. Isso porque alguns usuários do transporte alegaram que quem não conhece a capital fica desnorteado sem saber como fazer para se deslocar até o local da consulta. Também foram registradas reclamações com o Serviço Complementar. A alegação é que os usuários ficam sem informações precisas.

A marcação de consultas pro meio da agenda aberta, a distribuição de medicamentos centralizada, a burocratização na distribuição dos selos para exames e a falta de educadores físicos (para atividades físicas dos idosos), foram outros pontos levantados pelos usuários nos encontros.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui