José Roberto Fernandes continua à frente do HM até 2020

Conselho do Margarida elege Diretoria para o próximo biênio (Elisa Oliveira/Acom/HospitalMargarida)

A nova Diretoria do Conselho da Associação São Vicente de Paulo, mantenedora do Hospital Margarida, foi escolhida em eleição na noite de quarta-feira (14). O grupo que ficará à frente da entidade pelos próximos dois anos reelegeu como presidente, o atual provedor, José Roberto Fernandes.

A atual formação é composta por Alfredo Pessoa Durães (1º vice-presidente),Tarcísio Bicalho (2º vice-presidente), Sérgio Márcio Coura (1º Secretário), Antônio Quaresma (2º secretário), Paulo Afonso Domingues (1º Tesoureiro), Edson de Sales (2º Tesoureiro). O Conselho Fiscal tem como membros efetivos, Joaquim Gomes Roberto, Eduardo Bastos e Antônio Cláudio Valentim e, como suplentes, Antônio Carlos Maroum, Fernando Barcelos Silva e Carlos Henrique Gomes.

O provedor José Roberto disse que a eleição representa o desejo da continuidade de um trabalho consistente e de reconhecimento . “Essa não foi uma eleição para eleger o José Roberto, foi sim, para eleger os bons funcionários do Hospital Margarida, que fazem as coisas acontecerem, gratidão”, disse.

Recursos de R$92 mil

O Hospital Margarida recebe, nesta semana, repasse de R$92.150,00, pago pelo Governo Federal. O recurso foi uma indicação da então deputada federal Luzia Ferreira (PPS), anunciado em agosto do ano passado e será usado no pagamento de despesas e custeio da casa de saúde. “Além de agradecer à deputada Luzia, não podemos deixar de reconhecer o empenho de Dona Conceição Winter e do marido dela, o médico Dr. Antônio Roberto, lideranças do PPS em João Monlevade, para que o Hospital fosse contemplado com a emenda”, disse o provedor José Roberto Fernandes.

O provedor também agradece ao empenho do deputado federal Mauro Lopes (PMDB). Ele retornou ao cargo, manteve a indicação e honrou o compromisso firmado por Luzia, que era sua suplente na Câmara Federal. “Somos muito gratos à indicação e ao compromisso de parlamentares com o Hospital Margarida. Isso mostra o empenho em nos ajudar e isso deve ser valorizado”, disse o provedor. José Roberto ainda destacou que o Margarida não é uma casa política e nem tem bandeiras partidárias. Para ele, todo e qualquer recurso que vierem para somar na melhoria da saúde da população, são bem-vindos à entidade, independentemente do partido ou grupo político que garantiram os repasses.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui