Juiz mantém ex-secretário Nárcio Rodrigues preso

O magistrado converteu a prisão temporária do tucano, detido desde 30 de maio, em prisão preventiva

O ex-secretário de Ciência e Tecnologia, ex-presidente do PSDB de Minas e ex-deputado federal, Nárcio Rodrigues, ficará preso por tempo indeterminado. O juiz Luiz Gustavo Moreira, da Vara Criminal de Frutal, converteu em preventiva a prisão do político e de outras seis pessoas que respondem por desvio de dinheiro público em obras da Fundação Hidroex.

Nárcio cumpre prisão temporária desde 30 de maio. O pedido de conversão para prisão preventiva, medida cautelar aplicada para evitar que o réu interfira nas investigações, foi concedido pelo magistrado por volta das 19h30, em favor de pedido do Ministério Público de Minas Gerais.

O ex-secretário está detido na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, junto com mais cinco réus. Um deles é considerado foragido.

O grupo, investigado pela Operação Aequalis, é suspeito de participar de um esquema que desviou R$ 18 milhões dos cofres estaduais em obras da Fundação Hidroex.

Ex-secretário da Ciência e Tecnologia entre 2012 e 2014, no governo do hoje senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), Rodrigues era homem de confiança do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e um dos políticos mais poderosos do Estado nos 12 anos de gestões tucanas em Minas Gerais.

O Estado de Minas tentou, sem sucesso, contato com o advogado de Nárcio Rodrigues, Sânzio Nogueira.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui