Estadão Conteúdo

Doleiro Alberto Youssef foi um dos primeiros delatores da Operação Lava Jato
ESTADÃO CONTEÚDO / Paulo Lisboa – 02/03/16

Doleiro Alberto Youssef foi um dos primeiros delatores da Operação Lava Jato

Após ficarem sem lances no primeiro pregão, os imóveis do doleiro Alberto Youssef foram vendidos nesta segunda-feira (13) na segunda tentativa de leilão por um total de R$ 4,2 milhões. Foram arrematados nove lotes em Salvador (BA) por R$ 1,85 milhão enquanto cinco imóveis de um complexo imobiliário no Rio de Janeiro saíram por R$ 2,36 milhões.

O leilão ocorreu por decisão da 13ª Vara Federal de Curitiba, do juiz Sérgio Moro. Youssef é personagem central da investigação sobre esquema de corrupção na Petrobras. O doleiro é um dos delatores da Operação Lava Jato. Os imóveis nas capitais baiana e fluminense foram estimados inicialmente em R$ 6 milhões.

Na segunda praça, o valor de avaliação caiu 50%, para R$ 3 milhões. A venda foi feita por meio da plataforma online de leilões Superbid Judicial. No Rio, os cinco imóveis, que fazem parte de um complexo imobiliário com área total de 1.620 m², ficam no Campo de São Cristovão, na zona norte da cidade. Sete interessados se habilitaram para o processo e fizeram 83 lances. O lance inicial era de R$ 1,5 milhão. A venda, por R$ 2,36 milhões, superou em 78,67% o valor de avaliação de segunda praça.

Em Salvador, eram nove lotes, sendo oito fatias de 4% e uma de 5,23% do imóvel comercial Connect Smart Hotel (antigo Web Hotel Salvador), localizado no condomínio Alfazema, no bairro de Pituba. Foram 17 habilitados e 120 lances no total.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui