João de Deus é um dos médiuns mais famosos do País e realiza, desde 1976, atendimentos e “cirurgias espirituais” na casa Dom Inácio Loyola, na pequena cidade de Abadiânia

O Tribunal de Justiça de Goiás determinou a prisão do médium João de Deus nesta sexta-feira (14), após pedido do Ministério Público estadual.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás.

Cerca de 330 denúncias de crimes sexuais atribuídos a João de Deus já foram encaminhadas à força-tarefa que apura o envolvimento do médium.

João de Deus, de 76 anos, fundou, em 1976, a Casa Dom Inácio de Loyola no município de Abadiânia, de 12 mil habitantes, a cerca de 110 quilômetros de Brasília e à mesma distância de Goiânia.

A reportagem ainda não conseguiu falar com o advogado Alberto Toron, que defende o médium.

O advogado protocolou nesta quinta-feira (13) pedido para que o tribunal autorizasse o médium a continuar os atendimentos na Casa Dom Inácio Loyola.

Leia também:

Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui