Justiça determina sigilo de investigação sobre queda de avião com Teori

A Justiça Federal decretou nessa segunda-feira o sigilo nas investigações sobre a queda do avião com o ministro Teori Zavaski e mais 4 pessoas no município de Paraty, no Rio de Janeiro. Com isso, será sigiloso todo o inquérito da Polícia Federal e do Ministério Público sobre a tragédia.

Também nessa segunda-feira, a FAB, Força Aérea Brasileira, informou que a caixa-preta da aeronave foi danificada, mas que o gravador é protegido, possibilitando a recuperação das falas dentro da cabine do piloto.

Mas os investigadores ainda não acessaram o conteúdo das gravações. Segundo a FAB, a caixa-preta sofreu danos por causa do contato com a água do mar. Por isso, o equipamento passa por uma secagem. Depois disso, os investigadores vão verificar se os dados continuam preservados, em seguida, poderão processar e transcrever as informações guardadas na caixa-preta.

A FAB informou que o tempo desse trabalho depende das condições do equipamento. A Caixa Preta encontrada no avião tem duas partes. Uma delas é o gravador em si, que é altamente protegido e a segunda parte é base que faz a ligação com o armazenamento de dados. E é esta segunda parte que está molhada e precisa ser recuperada.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui