Ladrões armados e bem vestidos rendem vítimas em um sítio no bairro Boa Vista

Foto: ilustração

Um comerciante de 52 anos, uma mulher de 39 e uma adolescente de 17 anos, viveram momentos de terror nas mãos de três bandidos armados com revólveres, durante um assalto que ocorreu por volta das 16h de sábado (27), no sítio Buganville, que fica no Bairro Boa Vista, em João Monlevade.

O proprietário do local contou para a polícia que estava no sítio pescando, na companhia das demais vítimas, quando os bandidos chegaram em um veículo Toyota/Corolla de cor bege, modelo antigo com placa de Ipatinga.  Todos os autores eram de cor clara e estavam bem vestidos.

Eles procuraram pelo dono da propriedade  e disseram que queriam alugar o sítio para um batizado.

Quando a vítima apresentava a propriedade aos homens, já dentro da casa, os marginais anunciaram o assalto dizendo para que ele ficasse quieto que não iria acontecer nada, caso entregasse a quantia de R$ 100 mil, pedras preciosas, ouro e armas. Eles alegavam que não era para vítima dificultar, uma vez que eles já sabiam que ele tinha tudo aquilo, que “a fita” havia sido passada à eles, que vieram de longe e que não iriam perder tempo e nem voltar de mãos vazias.

A vítima alegou que não tinha nada daquilo que eles haviam falado, e que apenas possuía em seu apartamento cerca de R$2 mil em um cofre.

As vítimas foram levadas para um dos quartos da casa e lá tiveram os pés e mãos amarradas com abraçadeiras plásticas. Um dos autores ficou com as vítimas, enquanto outros dois foram até o apartamento do dono do sítio, para tentarem arrombar o cofre.

Vizinhos contaram que dois homens chegaram ao prédio perguntando onde era o apartamento do comerciante. Como não conseguiram abrir a porta, eles quebraram o vidro mas nada de valor foi levado.

Segundo a vítima, por volta das 15h50 havia recebido uma ligação de um homem, querendo alugar o imóvel. Ele acredita que já seria um dos criminosos. Disse ainda que chegou a ser agredido com coronhadas na cabeça durante a ação criminosa.

Após receber uma ligação dos comparsas o autor, que ficou com as vítimas, deixou o local.

Cerca de 40 minutos depois elas conseguiram se soltar e pularam uma janela. As duas mulheres tiveram ferimentos leves e foram levadas ao Hospital Margarida.

Foram roubados três celulares, uma pistola de pressão e um molho de chaves, contendo as chaves do sítio e do apartamento da vítima.

Foi realizado rastreamento, mas nenhum suspeito foi preso.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui