Luta contra o tempo: Fernanda precisa de uma medicação que custa R$6 mil a caixa

A família busca ajuda para comprar o medicamento que deve ser tomado por Fernanda durante seis meses para que ela possa ser submetida a um transplante de medula óssea

A pequena Fernanda Júnia Cunha Moreira, de apenas 08 anos de idade, moradora de Bela Vista de Minas vive uma luta contra o tempo. Ela é portadora de uma doença chamada “Mielodisplasia Aguda”, um tipo de câncer na medula óssea que baixa as defesas do organismo e pode levar à morte.

Segundo Laura Cunha, tia da menina, ela precisa ser submetida a um transplante de medula óssea e já conseguiu um doador alogênico na família (método que usa células tronco de um doador saudável). O transplante deverá ser realizado em seis meses mas, para que isso aconteça, ela precisa antes tratar uma bactéria muito resistente que adquiriu no hospital em Belo Horizonte, onde ficou internada por 65 dias, em função da baixa imunidade do organismo. Hoje ela se encontra em tratamento contra a infecção em casa.

O medicamento Variconazol 200mg para tratar a bactéria é muito caro. Uma caixa com 12 comprimidos dá apenas para uma semana e custa, segundo Laura Cunha, R$6 mil e Fernanda precisa tomar duas cápsulas ao dia por, no mínimo, seis meses. Para o início do tratamento ela conseguiu uma caixa da medicação e outra de uma internauta (que já fez uso do mesmo remédio) que viu um apelo da família em uma rede social para ajudar a comprar o remédio. Com isso ela tem a medicação garantida somente até o final do mês de abril.

Como a família não dispõe de recursos financeiros para adquirir o medicamento, que não é fornecido pelo Sistema único de Saúde (SUS), foi organizada uma campanha nas redes sociais afim de sensibilizar as pessoas e levantar os recursos necessários para o tratamento contra a bactéria.

De acordo com Laura Cunha, quem quiser contribuir pode fazer um depósito, de qualquer valor, no banco Sicoob Credmepi, Agência 4108 conta corrente 23.215-7 em nome de Fernanda Júnia Cunha Moreira. Mais informações pelos telefones (31) 98976-5263 – Laura-  ou 99511-5557 falar com Lira Cunha, mãe da menina.

A família também organizou uma rifa para ajudar a levantar recursos para o tratamento.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui