Mais uma vez, presidente da Câmara muda de ideia e nomeia outro advogado para Procuradoria

O presidente da Câmara Municipal de João Monlevade, Leles Pontes (PRB) mudou de ideia novamente e nomeou outro advogado para a procuradoria jurídica do Legislativo. Dessa vez, Leles anunciou que o advogado Alexandro Pastorini (foto) vai assumir a pasta. Ele já trabalha na Casa e, a princípio, teria recusado o cargo devido a outros compromissos já assumidos.

O presidente da Câmara Municipal de João Monlevade, Geraldo Camilo Leles Pontes, vem a público informar de forma irretratável que na data de hoje, 18, nomeou de maneira definitiva o advogado Alexandro Pastorini como procurador jurídico da Casa Legislativa.

A advogada Grazielle Martins de Alvarenga deverá ocupar o cargo de assessora jurídica parlamentar. A decisão é final, na medida em que o presidente firma o compromisso de manter a escolha do advogado Alexandro Pastorini enquanto estiver à frente da Câmara Municipal.

O vai e vem na Procuradoria Jurídica começou com o anúncio da saída do advogado Silvan Domingues do cargo. Ele, que esteve à frente da Procuradoria por dez anos, justificou a saída pela necessidade de dedicar-se a novos projetos. Silva deixou o cargo há cerca de 20 dias. Assim que a notícia veio a público, Leles Pontes chegou a comunicar que a Procuradoria seria comandada por Brenda Damasceno. Pouco dias depois, o presidente decidiu “pensar melhor” antes de empossar a advogada.

Na última sexta-feira (13), Leles anunciou que teria escolhido a procuradora para o cargo. Trata-se da advogada Grazielle Martins de Alvarenga.

Nessa quarta-feira (18), o presidente Leles enviou nota à imprensa sobre a mudança. Ele afirmou que a decisão é final. Confira o texto na íntegra:

“O presidente da Câmara Municipal de João Monlevade, Geraldo Camilo Leles Pontes, vem a público informar de forma irretratável que na data de hoje, 18, nomeou de maneira definitiva o advogado Alexandro Pastorini como procurador jurídico da Casa Legislativa.

A advogada Grazielle Martins de Alvarenga deverá ocupar o cargo de assessora jurídica parlamentar. A decisão é final, na medida em que o presidente firma o compromisso de manter a escolha do advogado Alexandro Pastorini enquanto estiver à frente da Câmara Municipal”.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui