Médicos estão há quase seis meses sem receber pelos serviços do SUS no Margarida

Vereador diz que profissionais são "ricos" e que podem esperar o pagamento

Desde o mês de março desse ano que médicos que atendem no Hospital Margarida, em João Monlevade, estão sem receber pagamentos por serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O dinheiro não tem sido repassado aos profissionais pelo Hospital Margarida. A denúncia foi apresentada em reunião da Câmara Municipal nessa quarta-feira (2) e gerou preocupação na Casa.

O vereador Guilherme Nasser (PSDB) foi quem tornou o fato público. O parlamentar argumentou que a Prefeitura de João Monlevade tem recebido as verbas do SUS, repassado ao Hospital Margarida, mas a Casa de Saúde não tem feito pagamento aos médicos.

Da prestação do serviço até o pagamento, ainda conforme explicações de Nasser, há um prazo de três meses para o acerto. No entanto, há seis meses as verbas não são pagas aos profissionais de saúde.

Diante da fala do colega de partido, o vereador Sinval Dias pediu paciência aos médicos. Ele ainda afirmou que os profissionais são ricos e que podem ser mais compreensivos com os atrasos. Dias também pontuou que não se pode culpar o Hospital Margarida, pois até mesmo nas empresas ocorrem morosidades na quitação de pagamentos, devido a crise financeira.

O provedor do Hospital Margarida, José Roberto Fernandes justificou os atrasos nos pagamentos devido à demora nos repasse de recursos por parte do Governo do Estado de Minas Gerais. Fato que, segundo ele, vem se arrastando desde 2016.

Ainda conforme o gestor, nos próximos dias os médicos devem receber a primeira parcela dos pagamentos atrasados pelos serviços prestados por meio do SUS. Ele pontuou ainda a necessidade na soma de esforços para que o hospital consiga honrar os compromissos com os fornecedores e profissionais que atuam na unidade de saúde.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui