Viaturas foram rapidamente ao local e isolaram a área até a chegada da perícia (Fotos: Júnior Mendonça/GNM)

Uma tragédia tirou a vida de um policial militar na tarde de ontem (13), na cidade de Montes Claros, no norte de Minas, depois que a vítima, o cabo Ramon André Oliveira Ribeiro, que atuava na 11ª Companhia de Policiamento Especializado, teria reagido a um a assalto após ser, quando fazia a troca de pneus de seu veículo. Os bandidos roubaram dele uma corrente de ouro e um aparelho de telefone celular.

Foto: Júnior Mendonça/GNM)
Um dos disparos atingiu a fachada do estabelecimento comercial, onde a vítima estava

O militar chegou a efetuar um disparo de arma de fogo, alvejando um dos autores na perna, mas eles conseguiram fugir.

Quando Ramon estava na porta de um estabelecimento comercial que fica na Av. Governador Magalhães Pinto, bairro Vera Cruz, outro militar fardado, que havia acabado de sair do turno de serviço, e passava pelo local de carro, teria confundido o colega com um dos ladrões, pelo fato dele estar com uma arma de fogo na mão.

Segundo a polícia, houve troca de tiros e o cabo foi atingido três vezes, no pescoço e no abdome. Logo depois dos tiros e de reconhecer o policial baleado, o militar fardado socorreu o companheiro, que foi levado para a Hospital de Pronto Socorro, porém, não resistiu e morreu pouco depois das 16h. Os dois marginais fugiram da cena do crime de moto.

Em nota a PM lamentou o fato e disse que, após prestar o socorro, o outro militar apresentou-se no 10º BPM para adoção das demais medidas atinentes à Polícia Judiciária Militar. Ainda segundo a PM, a instituição está dando todo apoio à família do policial militar alvejado e também ao policial militar que, infelizmente, efetuou os disparos e acreditava estar agindo em desfavor de infratores.

Ainda na carta enviada à imprensa, a Polícia Militar informou que durante o rastreamento, já no período noturno, policiais militares localizaram e prenderam um dos o autores de 26 anos de idade, que possui quatro passagens pelos meios policiais por roubos e furtos, que já cumpriu mandado de prisão e havia sido preso, recentemente, no dia 07 de outubro e posto em liberdade no dia 25 de novembro. Com ele foi apreendida a motocicleta utilizada no roubo, a corrente de ouro e o aparelho de telefone celular que haviam sido roubados do policial vitimado durante a ação criminosa.

O comparsa dele na ação ainda não foi preso e segundo a polícia, os dois são irmãos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui