Militares doam bola para jovem, portador de distúrbios mentais, impedido de jogar vôlei por ser carente

O adolescente teria ficado agressivo após tomar conhecimento que não poderia mais jogar vôlei no clube por causa da mensalidade, que a família não tem condições de pagar

Os militares compraram a bola e levaram para o jovem, que ficou emocionado com o presente

Uma equipe da viatura Tático Móvel, da Polícia Militar de João Monlevade, ficou sensibilizada após atender uma ocorrência onde um jovem de 16 anos, portador de distúrbios mentais, ter se exaltado dentro de casa após ser informado pelo clube SESI, que fica no Bairro José de Alencar, que não poderia mais jogar vôlei lá, caso não pagasse uma mensalidade no valor de R$45,00.

Vitor Almeida Antunes praticava o esporte no SESI desde o ano passado, segundo a mãe dele Ana Paula de Almeida leite. Recentemente o clube mandou uma carta à família comunicando que a partir daquela data, a mensalidade seria cobrada. Como a família é carente e não tem condições de arcar com a despesa, ele teve de ser afastado da atividade, o que provocou tristeza e irritação ao jovem que passou a ter comportamentos agressivos dentro de casa.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

No dia da ocorrência o cabo Abraão Farias, sargento Júnior e cabo Luciano Braga, se comprometeram em doar uma bola d vôlei ao jovem. Na noite desta sexta-feira (22), os militares foram até a casa do rapaz, na Avenida Cândido Dias, 95, e entregou o presente à ele, que ficou emocionado.

Segundo Ana Paula, ela tem outros três filhos, está desempregada e não recebe a pensão do pai do adolescente, e que a única renda vem do Governo Federal, através do Bolsa Família, e do pai dela que é aposentado. Disse ainda que tem outros três filhos, e não tem condições de pagar a mensalidade do clube.

Vítor agradeceu os militares e disse que “adora jogar vôlei e gostaria muito de poder voltar a praticar o esporte no clube”.

Nossa reportagem tentou contato com o responsável pelo SESI na cidade, mas sem sucesso até o momento da postagem da matéria.

Quem puder ajudar a família pode entrar em contato com ela, no endereço citado.

viatura pm bola

 

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui