“Minas da Gente” estreia, sábado (11), nova temporada e revela o estado sob o olhar do mineiro, na Rede Minas

Tatiana Coutinho/Rede Minas

O turismo de Minas Gerais vai além das edificações históricas, da natureza e do fogão à lenha. O povo é o verdadeiro patrimônio. Escutar os ‘causos’ e percorrer as ruas de pequenas cidades transportam as pessoas para páginas de livros, transformando a ‘prosa do mineiro’ em um atrativo. O Minas da Gente, da Rede Minas, estreia nova temporada e mostra essas opções valiosas a serem descobertas, permitindo conhecer os mineiros, suas histórias, origens e os locais fascinantes que mantêm suas tradições. A equipe da Rede Minas percorreu um caminho de norte a sul do estado e apresenta, em 13 episódios, alguns municípios de Minas Gerais. A atração faz uma viagem que tem, como guias, os próprios moradores, que prometem uma visita com depoimentos recheados de memórias e curiosidades. A estreia é em Caldas, no sul do estado, no próximo sábado (11), às 20h.

Caldas tem quase 15 mil habitantes. O tamanho é menor que cem campos de futebol. Esse paraíso escondido no mapa e no tempo já foi uma grande cidade, da qual pertenciam municípios turísticos como Poços de Caldas e Andradas. Por lá passaram bandeirantes que fizeram dos campos o sustento e a morada. Mais tarde vieram os italianos, que viram na terra a prosperidade para o cultivo da uva e a produção do vinho. Suas nascentes tornaram o local ponto de estadia para os enfermos que buscavam nas águas sulfurosas a cura para doenças. Isso tudo parece passado, mas o “Minas da Gente” foi até lá e mostra que esses atrativos ainda estão vivos na cidade, prontos para serem desfrutados.

Continue lendo após o anúncio

São os moradores os anfitriões que conduzem essa aventura ao passado que resiste no presente. A jornalista Aline Frazão e o repórter cinematográfico Rivadávia Alves conversaram com a população e apresentam esses lugares. O público vai conhecer um dos hotéis mais antigos em funcionamento no Brasil localizado no distrito de Pocinhos do Rio Verde. Lá são reveladas histórias dignas de filmes que falam sobre os hóspedes que ficaram ali, por meses, para tratar de problemas intestinais. O “Minas da Gente” ainda vai mostrar o antigo hotel “Minas Gerais”, no centro de Caldas, onde estiveram figuras ilustres como Juscelino Kubitschek e Tancredo Neves. As curiosidades são narradas pelas filhas nonagenárias do antigo proprietário, que mantêm nesse casarão uma loja familiar. O programa ainda destaca outros atrativos da cidade, como o vinho, que chamou a atenção de Getúlio Vargas, que esteve no local, na década de 30, para inaugurar a Estação de Viticultura e Enologia.

Essas são algumas das novidades do primeiro episódio da nova temporada do “Minas da Gerais”, em Caldas, que vai ao ar neste sábado (11), às 20h. O público confere a atração pela Rede Minas ou, nesse mesmo horário, pelo site da emissora: redeminas.tv.

Os episódios seguintes ainda vão mostrar Ibitiúra de Minas; Itanhomi; Conceição de Tronqueiras, distrito de Coroaci; Olhos D´Água; Conceição do Mato Dentro; Lapinha da Serra, distrito de Santana do Riacho; Jaboticatubas; Jequitibá; Santo Antônio do Leite, distrito de Ouro Preto; Ouro Branco; Mariana; e Lagoa Santa. O “Minas da Gente” vai ao ar todos os sábados, às 20h, com reapresentação aos domingos, às 6h45, e às quartas, às 23h.

A nova temporada do “Minas da Gente” faz parte da programação “Gerais+Minas”, da Rede Minas. O projeto da Empresa Mineira de Comunicação (EMC) contempla diversas ações de municipalização da programação das emissoras de comunicação do estado para mostrar a variedade da cultura, culinária, história, arte e natureza em Minas Gerais. A Empresa Mineira de Comunicação é vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult – MG). Para mais informações, acesse o site geraismaisminas.mg.gov.br.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui