Minas Gerais registra primeira morte de 2018 por febre amarela

O primeiro caso da doença, neste ano, foi registro na cidade de Brumadinho. Foto: ilustração

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) confirmou nesta sexta-feira a primeira morte por febre amarela em Minas neste ano. Trata-se de um homem de 51 anos, morador da área rural de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A vítima começou a apresentar os sintomas no dia 25 de dezembro e acabou morrendo menos de uma semana depois. Outro paciente com suspeita de febre amarela, de 37 anos, também morador de Brumadinho, foi transferido para um hospital de Serra, no Espírito Santo, onde recebe tratamento.

A SES acompanha o caso e aguarda o resultado dos exames para confirmar ou não a doença. Ainda de acordo com a secretaria, a vacinação contra a febre amarela foi intensificada em Brumadinho.

Entre 2007 e 2017, mais de 84% da população do município foi imunizada, mas cerca de 5.570 pessoas ainda não receberam a vacina. Estão sendo realizadas ações de imunização prioritariamente nos domicílios dos casos suspeitos. A ação está sendo estendida por todo o município, com intensificação vacinal casa a casa na zona rural e verificação do Cartão de Vacinação.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui