Minas Gerais lidera o ranking nacional de apreensão de armas e é vice no relativo a drogas.

A posição do estado neste 2020, revelada em pesquisa divulgada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, é fruto do trabalho integrado das forças de segurança mineiras.

De janeiro a junho, as polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros tiraram 3.647 armamentos de circulação e apreenderam 195,4 toneladas de drogas no estado.

Somente na semana passada, a Polícia Civil realizou 81 operações em todo o Estado e resultaram na apreensão de mais de uma tonelada e na incineração de 13 toneladas de drogas.

A Polícia Militar de Minas, por sua vez, reforçou o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão, além de operações policiais em áreas relacionadas ao tráfico de drogas. A corporação também realizou 4.328 barreiras policiais em todo o estado.

Comandante da Diretoria de Apoio Operacional da PM, o coronel Alexandre Magno destacou o trabalho de prevenção e de repressão às drogas desenvolvido pela corporação. “No combate e enfrentamento às drogas temos contabilizado bons resultados. Reforço que a participação da população por meio do Disque Denúncia é muito importante”.

Durante a Semana Nacional de Combate às Drogas, o Disque Denúncia 181, coordenado pela Sejusp, recebeu 836 denúncias relacionadas ao tráfico de drogas em Minas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui