Moro rejeita recurso da defesa do ex-presidente Lula

O juiz federal Sérgio Moro não reconheceu o recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Moro condenou Lula a 9 anos e meio de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz respondeu nessa terça-feira (18) aos chamados embargos de declaração. É um tipo de recurso que aponta possíveis contradições ou omissões na sentença.

Para Moro, os embargos tentavam impugnar a sentença, mas isso só pode ser feito por outro tipo de recurso, chamado apelação, que será julgado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Nos embargos, os advogados de Lula alegaram cerceamento de defesa, questionaram a postura do juiz e a análise dos depoimentos, e contestaram as provas e a pena aplicada. Em nota, a defesa do ex-p residente disse que vai recorrer.

Para os advogados, a decisão reforçou a intenção de Moro de agredir a honra e a imagem de Lula, e mostrou que o juiz se coloca acima da lei em relação às partes e aos advogados.

A Petrobras e o Ministério Público Federal também apresentaram embargos de declaração.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui