MP investiga fraudes e desvios em eventos públicos na Zona da Mata

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), com apoio da Polícia Militar, cumpriu nessa terça-feira, 21 de agosto, 16 mandados de busca e apreensão nas cidades de Pedra do Anta, Viçosa, Ponte Nova e Visconde do Rio Branco, na Região da Zona da Mata. O trabalho em conjunto foi um desdobramento da Operação Caça Talentos, realizada em 2017, e investiga fraudes e desvio de recursos públicos em licitações de estrutura para eventos festivos e contratação de artistas.

Durante a operação, realizada pela Promotoria de Justiça de Teixeiras, Grupo Especial de Defesa do Patrimônio Público (GEPP) e Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Visconde do Rio Branco,  foram apreendidos documentos, equipamentos e material de informática.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça da Comarca de Teixeiras.

As investigações começaram no início deste ano, em decorrência de material compartilhado pela Vara Criminal de Ponte Nova, que apurava, à época, suspeitas de crimes relacionados a fraudes e a desvio de recursos públicos.

Em decorrência dos trabalhos realizados, já existe na comarca de Teixeiras um Processo Investigatório Criminal (PIC), por meio do qual estão sendo colhidas provas para a elucidação dos fatos.

Participaram da operação quatro promotores de Justiça e 59 policiais militares.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui