MST fecha rodovias em vários pontos do país em protesto contra prisão de Lula

Em São paulo o ex-presidente do PT Rui Falcão disse que o ex-presidente não irá se entregar à Polícia Federal . Foto: Reprodução Facebook

O MST iniciou nas primeiras horas desta sexta-feira, 6, o bloqueio de rodovias no Mato Grosso, Sergipe, Bahia, Pernambuco e Espírito Santo. De acordo com o coordenador do movimento Alexandre Conceição, a ideia é bloquear 50 BRs em 24 Estados, em protesto contra a decretação da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Anúncios

O juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Lula na noite desta quinta-feira. O ex-presidente tem até as 17h desta sexta, 6, para se apresentar “voluntariamente” à Polícia Federal em Curitiba, base da Operação Lava Jato. Lula permanece na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Continue lendo após o anúncio

“Ex-presidente não vai se entregar”

Na manhã de hoje (6) o ex-presidente do PT Rui Falcão disse que o ex-presidente não irá se entregar à Polícia Federal (PF), em Curitiba, como determina a ordem de prisão expedida pelo juiz federal Sérgio Moro. A declaração de Falcão foi dada ao chegar à sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde Lula passou a noite e permanece com aliados e advogados de defesa nesta manhã. Por lá, aumenta, com o passar das horas, o número de militantes e membros de movimentos sociais ligados ao PT concentrados dentro e fora da sede do Sindicato. Pouco depois das 9h, chegou uma comitiva do Central dos Movimentos Sociais com cerca de 50 pessoas portando bandeiras, cartazes e gritando palavras de ordem em apoio ao ex-presidente.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui