A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu oito mandados de prisão contra um casal, preso em Belo Horizonte, na última segunda-feira (19/7). A mulher tinha cinco ordens judiciais em aberto, e o homem três. Eles estavam foragidos desde 2012 por diversos homicídios ocorridos nas cidades de Governador Valadares e João Monlevade, motivados pelo tráfico de drogas.

O casal é suspeito de integrar uma organização criminosa que teria executado diversas pessoas nos dois municípios, inclusive com requintes de crueldade. A mulher é suspeita de ser mandante de, ao menos, dez homicídios, e o marido seria o líder do tráfico de drogas na região de João Monlevade. Em um dos casos apurados, no qual a vítima foi esquartejada e teve partes do corpo enterradas em uma cova rasa. A mulher foi condenada a 43 anos de prisão.

Segundo levantado, os dois levavam uma vida aparentemente normal, inclusive trabalhando informalmente em alguns locais sem fornecer documentos pessoais, a fim de dificultar a identificação de ambos. As investigações apontaram que eles estavam morando na região do Citrolândia, em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte, e foram presos na capital, após trabalho investigativo realizado pela 5ª Delegacia de Polícia Civil em Betim, com o apoio do setor de Inteligência da Delegacia Regional.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui