Nova Era corre risco de epidemia de dengue e chikungunya

Reunião reuniu representantes de diversos setores da comunidade de Nova Era

A cidade de Nova Era corre risco de ter epidemia de dengue e chikungunya neste verão. Os dados foram apresentados na semana passada em reunião na Casa Paroquial da Igreja São Caetano.

A Secretária Municipal de Saúde, Maria do Carmo de Castro Gonçalves, fez apresentação em slides e disse que o momento é grave e só a participação da população no combate intenso e ininterrupto ao mosquito Aedes aegypti pode evitar uma epidemia de sérias consequências. Segundo ela, a Secretaria tem desenvolvido um trabalho intenso no combate aos focos, com mutirões, fiscalização em residências e quintais, distribuição de material informativo e apelos para que a população participe da prevenção.

Segundo dados mostrados pela secretária de Saúde, 22,22% dos novaerenses podem vir a ter dengue nesse verão e 50% pode ter a chikungunya. Os números foram repassados pela Secretaria de Estado da Saúde para o município.

Avanço da chikungunya preocupa

Minas Gerais viveu seu pior ano de infecção da febre chikungunya em 2017. Foram registrados 16.789 casos prováveis da doença. Além disso, houve as primeiras mortes da história da enfermidade no estado. Foram 13 no total, 10 delas em Governador Valadares, na Região do Rio Doce.

Neste ano, já são nove notificações da doença, sendo uma média de uma por dia. Os dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) mostram que a atenção contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença, deve ser ainda maior no início do ano.

A maioria dos casos registrados em 2017 ocorreu entre janeiro e junho. Em janeiro do ano passado, foram 691 casos prováveis. Em fevereiro, 2.818 notificações. Março foi o pior período, quando 6.621 registros foram feitos.

Em 2018, a preocupação é que a doença se espalhe rapidamente pelo país devido ao baixo número de pessoas que já contraíram a enfermidade. Por isso, grande parte ainda não produziu anticorpo suficiente para escapar dela.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui