Nova portaria mantém restaurantes e oficinas em rodovias durante Covid-19

Rotas de caminhoneiros ficaram sem locais para alimentação

Restaurantes e oficinas em rodovias foram incluídos, pelo governo, como atividades essenciais para manter o abastecimento de alimentos durante a pandemia do coronavírus.

São considerados serviços essenciais à sociedade toda a cadeia produtiva de alimentos e bebidas. Em portaria publicada nesta sexta-feira (27), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento listou as atividades que devem continuar funcionando para assegurar o abastecimento e a segurança alimentar da população enquanto durar a pandemia de Covid-19.

Além de considerar essenciais serviços como transporte de carga, produção, distribuição e comercialização de combustíveis, alimentos, bebidas e insumos agropecuários, a portaria publicada no Diário Oficial também inclui restaurantes, lojas de conveniência e locais para pouso e higiene com infraestrutura mínima para os trabalhadores do transporte de cargas.

Isto porque rotas de caminhoneiros ficaram sem locais para alimentação com a suspensão do comércio em vários estados do país. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que foi preciso ajustar todos os decretos estaduais e municipais para manter aberto o comércio na beira da estrada.

Alguns estados já haviam se antecipado. No Maranhão, um decreto permitia o funcionamento de restaurantes, oficinas e borracharias nas rotas de caminhoneiros.

Na portaria publicada nesta sexta-feira (27), ainda entram como essenciais para a cadeira produtiva de alimentos os serviços de prevenção e controle de pragas e de doenças dos animais; a inspeção sanitária de alimentos; estabelecimentos de máquinas e equipamentos agrícolas; e também de materiais de construção.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui