Obras em capelas podem prejudicar velórios em João Monlevade

Três capelas do velório municipal passam por obras de melhoria

Obras de reformas em capelas podem prejudicar velórios em João Monlevade. A polêmica foi levantada pelo vereador Fabrício Lopes (PMDB) durante a última reunião da Câmara, na tarde de anteontem (19). O parlamentar argumentou que as três capelas do velório municipal passam por obras de melhoria e que vai chegar a determinado momento em que será necessária utilização de outros espaços na cidade para velar os mortos. Isso porque a obra impossibilita que mais de dois corpos sejam velados ao mesmo tempo. “É preciso estudar um lugar para que as famílias tenham alento nesse momento difícil”, ponderou.

O tucano Sinval Dias resaltou o discurso do colega e solicitou a checagem dos centros comunitários dos bairros para o recebimento de corpos para velórios caso haja necessidade. No entanto, o presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD) comentou a colocação de Sinval e argumentou que tal ação não é possível devido a algumas exigências sanitárias.

Anúncios
Continue lendo após o anúncio

A reforma do velório municipal começou há alguns meses e custa aos cofres R$ 187.979,93. A reforma geral inclui ampliação da varanda, construção de banheiros, pintura, troca de piso, reforma dos banheiros existentes, além de instalações elétricas, paisagismo e construção de bancos de concreto.

Outra sugestão

O vereador Vanderlei Miranda (PR) sugeriu que para demandas futuras um novo velório municipal seja construído em área próximo ao cemitério do bairro Carneirinhos. A iniciativa atenderia aos sepultamentos na localidade, além de trazer mais comodidade e facilidade aos familiares. “Não vai ser um empreendimento grande, mas pelo menos vai atender às demandas da população do bairro Carneirinhos”, comentou.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui