Onça é atropelada e encontrada morta em Rio Piracicaba

A onça-parda é um animal ameaçado de extinção (Divulgação PM)

Uma onça-parda foi encontrada morta, na semana passada, às margens da BR-262, próximo entrada ao Distrito do Jorge, em Rio Piracicaba. O caso ganhou repercussões em rede social e várias hipóteses para a morte do felino foram levantadas.

A reportagem do site O Popular teve acesso ao boletim de ocorrências registrado pela Polícia Militar do Meio Ambiente. Conforme as informações compartilhadas, a onça foi encontrada no dia 30 de julho por policiais militares. O  veterinário Raone Viana Machado, passava pelo local quando percebeu que os agentes de segurança observavam o animal no chão.

Conforme a polícia, o veterinário foi até à equipe policial e teria examinado a onça. Conforme o Boletim de Ocorrências, o médico apontou que o felino tratava-se de um macho e jovem. Ele já estava morto.

Foram identificados um corte no couro e fratura numa das patas da onça. Os ferimentos seriam compatíveis com atropelamento. O veterinário relatou também que não foi encontrado nenhum ferimento provocado por arma de fogo.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Animal ameaçado de extinção

Também conhecida como suçuarana, puma, onça-vermelha e leão-baio, a onça-parda (Puma concolor) é a segunda maior espécie de felino do Brasil, só ficando atrás da onça-pintada (Panthera onca). Tem corpo alongado, com até 1,08 metro de comprimento. A cauda longa mede até 61 centímetros e a altura é de 63 centímetros. O macho adulto pode pesar por volta de 70 quilos.

Embora seja uma espécie terrestre, possui muita habilidade para subir em árvores e é muito ágil. A suçuarana vive solitária, menos na época de acasalamento. Pesquisas comprovaram que a suçuarana é o predador mais eficiente e mais flexível entre os felinos. Ela consegue alimento em 75% das vezes em que parte para o ataque. A espécie é considerada vulnerável e ameaçada de extinção.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui