Animais tinham fezes grudadas nos pelos e viviam em gaiolas minúsculas (Divulgação)

A ONG de João Monlevade, Cãopanhia do Bem, que tem à frente a ativista Karen Sartori, conhecida por ser protetora dos animais, resgatou no final de semana cachorros que sofriam maus-tratos em um canil que fica no bairro Sion. O resgate contou com o auxílio da Polícia Militar.

A ONG recebeu uma denúncia sobre as más condições em que se encontravam os animais. Os cães estavam amontoados em gaiolas, sem banho, tinham fezes grudadas nos pelos e não tinham água potável para beber. Os animais ficaram sob cuidados de tutoras.

Na sua página do Facebook, Karen Sartori relatou o que viu no canil. “Os animais estão presos em gaiolas e tivemos apoio da PM. É uma vitória muito grande. A Associação não trabalha em vão e não vamos parar de trabalhar. A gente não vai desistir. Continuem junto e lutando para que casos iguais a esse não aconteçam. Denunciem as pessoas ao redor de vocês. A lei existe e os animais são vítima. Covardia, não!”, disse a ativista que completou: “nossa felicidade em retirar animais dessa situação é tremenda e absoluta”.

Foram localizados os cães da raça yorkshire e Shiatsu. O responsável pelo canil deve prestar depoimento na Delegacia de Meio Ambiente. O caso segue sob investigação.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui