Operação conjunta da PM e PC apreende drogas na Praça do Povo

A operação durou quase uma semana e foram cumpridos diversos mandados de busca, apreensão e de prisões

Uma operação conjunta das polícias, Civil e Militar, foi realizada durante toda a semana em vários bairros de João Monlevade onde foram cumpridos diversos mandados de busca, apreensão e prisão.

Anúncios

A operação foi coordenada pela delegada Camila Batista Alves, da Polícia Civil, e pelo subcomandante da 17ª Companhia de Polícia Militar Independente, capitão Felipe Gaigher. Segundo o militar, a operação contou com um efetivo de 25 policias militares e uma equipe da Perícia Técnica da Polícia Civil.

Continue lendo após o anúncio

Na manhã desta quinta-feira (22) os coordenadores da operação convocaram uma coletiva com a imprensa para passar os detalhes das ocorrências. Segundo Felipe Gaigher, na última sexta-feira 16, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, três de prisões preventivas e foram apreendidas 18 buchas de maconha, um tablete da mesma substância entorpecente, 08 pedras de crack, vários saquinhos de chup-chup que são usados para embalar drogas e uma touca ninja.

Já na terça-feira (20), outros dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos sendo apreendidos 03 menores infratores, 02 tabletes e 07 buchas de maconha, 06 pedras de crack,  01 celular, uma bicicleta que era utilizada para venda de drogas, 01 simulacro de arma de fogo, 02 relógios de pulso, diversos saquinhos de chup-chup e uma quantia de R$91,05 apurados com a venda de entorpecentes.

De acordo com o capitão as drogas foram apreendidas na Praça do Povo, que fica na área central da cidade. Informou ainda que a Polícia Militar vai reforçar o policiamento no local durante o dia para evitar que ele seja utilizado por traficantes.

Segundo a delegada Camila Alves os menores apreendidos continuam detidos em uma cela especial na sede da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil, à disposição da Justiça. Eles aguardam vagas em centros de ressocialização para infratores no estado. A delegada informou ainda que a operação teve o apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário do município e que elas vão continuar na cidade, com o abjetivo de reduzir a criminalidade.

Anúncios
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui