Pisca-piscas confiáveis possuem, no plugue, a marca do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Divulgação/Circuito Liberdade)

O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerais (Ipem-MG) está com a Operação Especial Papai Noel em andamento, em todo o estado, até o final do mês dezembro. Nesta ação, técnicos do Instituto percorrem lojas para verificar se os produtos típicos desta época do ano – como luminárias natalinas, brinquedos e alimentos – estão sendo comercializados sem causar nenhum prejuízo ao cidadão.

De acordo com o diretor da Qualidade de Bens e Produtos do Ipem-MG, Geovane Mendes de Miranda, é necessário averiguar se os produtos atendem aos requisitos obrigatórios. “É primordial que a compra desses produtos seja realizada somente no mercado formal para evitar artigos de procedência duvidosa. Por isso, é importante checar se as informações obrigatórias constam, conforme o tipo de produto, na embalagem dos itens”, esclarece.

Miranda explica que, no caso dos pisca-piscas, as pessoas devem observar se o plugue contém a marca do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), se a embalagem está em português e se constam os dados do fabricante/importador, bem como a potência máxima do conjunto em watt (W) e a tensão que se destina em volt (V).

Alimentos

Nos principais produtos da cesta natalina, como, por exemplo, panetone, frutas cristalizadas, aves natalinas, castanhas, nozes, passas, avelã, damasco, os fiscais conferem se a massa está de acordo com os valores informados na embalagem.

Segundo a gerente de Metrologia para Produtos Pré-Medidos do Ipem-MG, Ângela Araújo, o objetivo é verificar se o peso indicado no rótulo corresponde à quantidade real da mercadoria, para que as pessoas realmente paguem pelo conteúdo que está sendo indicado na embalagem.

“Quanto aos produtos pré-medidos (aqueles embalados e medidos sem a presença do consumidor), quem não se sentir seguro pode conferir o peso da mercadoria nas balanças do supermercado. Nesse caso, o peso tem que ser maior que o informado no produto, por causa do peso da embalagem” destaca Araújo.

Caso o consumidor suspeite ou encontre alguma irregularidade o fato pode ser registrado na Ouvidoria do Ipem-MG. O relato pode ser realizado por meio do fale conosco, pelo endereço eletrônico [email protected] ou no telefone 0800 335 335.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui