Pandemia em Minas: mais de 180 detentos soltos cometem novos crimes e voltam para prisão

Levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entre 17 de março e 4 de maio, aponta que dos 8.340 detentos que foram soltos em razão da pandemia do novo coronavírus em Minas, 187 já voltaram para a cadeia porque cometeram novos crimes ou desrespeitaram as regras de soltura.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) não informou o motivo do retorno dos detentos para o sistema prisional. O órgão destacou que as decisões sobre possíveis liberações de presos neste período de pandemia são realizadas de forma pontual e criteriosa por cada juiz das Varas de Execuções Penais do Estado.

Recomendação

Anúncios

Em 17 de março, pouco depois dos primeiros casos da pandemia no Brasil, o CNJ editou uma recomendação para que todos os juízes revisassem a necessidade de manter presas pessoas em grupos de riscos para a Covid-19, antecipando saídas dos regimes fechado e semiaberto ou revisando prisões provisórias para crimes não violentos. A mudança já fazia parte de uma série de recomendações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) em conjunto com o governo do Estado para o enfrentamento à Covid-19.

Com informações Hoje em Dia

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui