PJ Minas já tem identidade visual para edição 2018

O muro tanto remete ao grafite como sugere um obstáculo ainda por transpor. As mãos empunhadas sugerem um sinal de pare, mas também provocam ação. Partindo de elementos como esses, chegou-se à identidade visual do Parlamento Jovem de Minas de 2018, divulgada nesta sexta-feira (1º/12/17).

O objetivo da imagem é representar graficamente o tema “Violência contra a mulher”, escolhido para a próxima edição do projeto, realizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e pela PUC Minas, em parceria com câmaras municipais.

O PJ Minas tem o objetivo de estimular a formação política e cidadã de estudantes dos ensinos médio e superior. A identidade visual para 2018 priorizou uma linguagem jovem e moderna, conforme ressalta a designer gráfica Clarice Maia Scotti, da Gerência de Publicidade e Comunicação Visual da ALMG e responsável pela criação.

A partir daí, optou-se pelo grafite, que por sua vez inspirou a escolha do muro, das fontes manuscritas e das mãos estampadas em posições diversas, explica Clarice sobre o conceito que resultou na imagem.

O muro, segundo ela, simboliza os obstáculos que as mulheres ainda precisam vencer. Na imagem ele surge desbotado e desgastado, em alusão ao fato de que a violência contra a mulher não é um problema novo, mas antigo e entranhado na sociedade, destaca ela.

As mãos, por sua vez, aparecem em posições diversas, algumas como que afastando a violência ou remetendo ao sinal de pare, outras levantadas como um chamamento para a luta contra a violência.

“Essa variedade de mãos expressa que são diversas as mulheres que enfrentam esse problema, como são diversas, também, as violências sofridas por elas”, acrescenta a servidora da ALMG. Para ela, a identidade visual ainda poderá render outras interpretações e reflexões na medida em que for usada em dinâmicas do projeto com os estudantes.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui