A Polícia Militar de Bela Vista de Minas recuperou na tarde de ontem (31), 57 caixas de papel A4, que haviam sido saqueadas de uma carga transportada por um caminhão que tombou na MGC-120, entre Nova Era e Itabira na noite de terça-feira (29).

Os produtos furtados estavam em duas casas na Rua Camilo Augusto Bueno, o Bairro de Lages.

Segundo a Polícia Militar após receber a denúncia anônima de que parte da carga saqueada estaria naqueles endereços foi montada uma operação comandada pelo Tenente Moreno, comandante do Pelotão de Nova Era, que também é responsável pelo policiamento em Bela Vista de Minas.

Segundo a polícia, cerca de 90% da carga transportada pelo veículo foi saqueada.

Na sala de uma das casas os militares localizaram 48 caixas do material e outros 19 pacotes avulsos.

Na outra casa, alvo da denúncia, mais 10 pacotes de 500 folhas cada e outros 19 pacotes avulsos foram localizados.

Todo material apreendido foi levado para a Delegacia de Polícia Civil. Dois homens que teriam transportado o material do acidente até as casas não foram localizados.

Saquear carga é crime previsto em Lei

O Direito Penal protege o patrimônio. A posse de algo que não pertence ao agente normalmente caracteriza infração penal. O que foi evidentemente ou presumidamente perdido por alguém não é considerado coisa sem dono. A apropriação é crime previsto no art. 169 do Código Penal e pode levar de um mês a um ano de prisão.

Mesmo se a carga não estiver segurada, o material continua tendo dono. Caso tenha seguro e a seguradora decidir pelo ressarcimento do prejuízo, caberá à empresa decidir o que fará com a mercadoria que não estiver em condições de comercialização. Mas até que isso aconteça e até que pessoa autorizada manifeste a doação, qualquer investida caracterizará furto.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui