Policiais e Bombeiros militares se reuniram n o ginásio do Clube dos Oficiais, no Bairro Prado, Região Oeste de Belo Horizonte (foto: PM/Divulgação)

O Governador de Minas Fernando Pimentel (PT) vai se encontrar na tarde desta segunda-feira com representantes de policiais e bombeiros militares do estado. A classe protesta contra os congelamentos de salários, promoções e recrutamentos de policiais e não descartam greve. Os itens constam em projeto de lei que prevê regras para a renegociação da dívida dos estados com a União. A matéria está na pauta para votação dessa segunda-feira (19) na Câmara dos Deputados.

As duas corporações, na manhã desta segunda-feira, reuniram aproximadamente mil pessoas, em protesto que começou no Clube dos Oficiais, no Bairro Prado, na Região Oeste de Belo Horizonte. De lá, foi feita uma passeata até a Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Em áudios e vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ouvir durante a assembleia realizada nesta manhã no Clube dos Oficiais, que os coronéis estariam cientes e concordam com o movimento grevista.

Dívida

Aprovado pelo Senado na semana passada, o projeto para renegociação das dívidas dos estados está em pauta nesta segunda-feira para votação em plenário da Câmara dos deputados. Alterado e cheio de emendas dos senadores, o texto já foi criticado pela bancada de oposição ao governo federal, e tachado de “pacote de maldades”.

Se aprovado também pelos deputados, os estados ficam limitados a gastarem apenas o teto do índice inflacionário nos próximos dois anos. A assinatura da renegociação também adiciona penas aos chefes do executivo caso descumpram com o que assinaram no que se refere aos gastos, com novas adições à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Outra questão do projeto que deve tensionar as discussões é a contribuição previdenciária. Os estados, além de reduzir despesas com a folha de pagamento, terão que aumentar a contribuição previdenciária dos servidores ativos e inativos para até 14%. (Com informações EM).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui