Ao todo, 131 cadetes foram declarados aspirantes a oficiais, todos bacharéis em direito (Cláudia Lima/TJMG)

A Polícia Militar de Minas Gerais entregou a sociedade hoje 131 novos aspirantes a oficial após a solenidade de formatura do Curso de Formação de Oficiais (CFO) do ano de 2018. A cerimônia ocorreu nessa sexta-feira (30), no pátio da Academia de Polícia Militar (APM), onde compareceram autoridades civis e militares, familiares, além do Comandante da 4ª Região Militar, General General de Divisão Henrique Martins Nolasco Sobrinho, do Comandante-Geral da Polícia Militar, Coronel Helbert Figueiró de Lourdes e o Governador em exercício e presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Desembargador Nelson Missias de Morais, paraninfo dos formandos.

A formatura do CFO é uma cerimônia cheia de momentos emblemáticos e o primeiro deles foi o ato de devolução do Espadim Tiradentes que foi recebido pela Cadete Blenda Rodrigues Amaral, representando o CFO 1, e que é entregue no primeiro ano como símbolo da honra e dignidade do Cadete. As primeiras colocações dos aspirantes-a-oficial foram: primeiro lugar aspirante-a-oficial Geraldo Rafael Antonio Souza; segundo lugar aspirante-a-oficial Thiago Mendes Menezes e terceiro lugar aspirante-a-oficial Thiago Fernando da Silva.

Para o ingresso no quadro de oficiais da instituição, a PMMG exige o título de bacharel em Direito e os capacita para o exercício do comando, preparando os aspirantes em disciplinas jurídicas, de administração, gerência, linguagem, informação e pesquisa, além de conhecimentos interdisciplinares que propiciam o desenvolvimento das habilidades necessárias ao futuro oficial.

Para coroar todo o esforço, as madrinhas e padrinhos foram convidados a entregarem as espadas e fazerem aposição das platinas de aspirante em seus afilhados, que foram homenageados pelo trompetistas da Banda de Música da PM que executaram o toque da vitória.

Já com a responsabilidade materializada na espada e na platina de aspirantes-a-oficial, o orador da turma de formandos, aspirante-a-oficial Rafael Quaresma Vianna de Lima, em seu discurso reforçou “é nosso dever perpetuar os princípios basilares da nossa instituição, preservar como descendentes de Tiradentes, os 243 anos de glórias”. E reafirmou o compromisso de “como futuros oficiais comandar através do exemplo”.

A atividade do oficial de Polícia Militar requer a realização de todas as atividades de forma exemplar. O aspirante-a-oficial Bruno de Souza Costa recebeu o Prêmio Aspirante Excelência 2018 por ter sido considerado policial militar referência para os demais.

A escolha da turma como paraninfo, o Governador em exercício e Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Nelson Missias de Morais, é para os alunos a consonância de toda as características que os formandos procuram perseguir para exercer o oficialato: profissional de competência e postura irretocáveis, com uma carreira pautada pela ética, lealdade, hierarquia e disciplina.

O paraninfo disse que vê com satisfação que a matriz curricular dos aspirantes contemplou 32 competências técnicas e mais de 60 disciplinas comportamentais, o que significa um investimento feito na formação de oficiais aptos tecnicamente e também sensíveis ao que acontece seja na sociedade, seja nos locais que exercerão comando. “O que se espera do trabalho de vocês será uma sociedade pacificada. Nós do judiciário e a Polícia Militar temos metas e missões convergentes para uma sociedade mais justa”, disse o Desembargador, parabenizando ainda os aspirantes pela escolha da carreira que fizeram.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui