Policia Civil prende suspeito de homicídio que estava foragido desde 2014

A partir de uma ação conjunta entre investigadores da Delegacia de Santana do Paraíso e investigadores do setor de inteligência da Divisão de Homicídios da Policia Civil do Espírito Santo, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) localizou o suspeito de homicídio Delair Pereira de Freitas, 38 anos, localizado e preso na tarde de ontem (16), no bairro Mario Cipreste, em Vitória (ES).

Há cerca de três meses, os policiais mineiros estiveram naquele Estado à procura de Delair, que na ocasião não foi localizado porque vivia como andarilho na Grande Vitória. Na ocasião o alvo foi rastreado e as informações foram repassadas à Polícia capixaba que, através de uma ação exitosa, capturou o autor que já se encontra à disposição da Justiça no Sistema Prisional do Espírito Santo.

Delair é suspeito de ter executado Margarete Aparecida da Silva, 37 anos, no dia 08 de março. O corpo só foi encontrado quatro dias depois, em local ermo, no bairro Parque Caravelas, em Santana do Paraíso.

De acordo com as investigações, os dois estavam bebendo em um bar, onde houve um desentendimento por causa da conta. O casal foi filmado por câmeras de segurança se deslocando ao lugar onde o cadáver foi encontrado, sendo este o último registro da vítima ainda com vida. A perícia constatou que Margarete sofreu lesões no rosto e foi estrangulada pelo suspeito. Depois do crime, Delair, que já possui passagens por homicídio e crimes contra o patrimônio, nunca mais foi visto na região do Vale do Aço.

“O fluxo de informações com a Polícia Civil do Espírito Santo foi fundamental para achar e prender mais este foragido. Estamos buscando parcerias com as polícias de estados vizinhos e até mesmo com agências internacionais para localizar e prender autores de crimes graves que estão foragidos. Esta prisão é mais uma demonstração do forte compromisso da Polícia Civil de Minas Gerais na repressão aos homicídios da região” explicou o delegado Bruno Morato, titular das Delegacias de Santana do Paraíso e Mesquita.

Fonte: Polícia Civil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui