A vítima do roubo reconheceu os conduzidos e os apontou como sendo os indivíduos que praticaram o crime.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio da Delegacia Regional de Caratinga, realizou nesta terça-feira (25) a Operação Caramuru, com a prisão de Rafael Alves de Assis e Fernando Gonçalves Viana, suspeitos por roubo à mão armada.

As investigações se iniciaram após ter ocorrido o roubo ao malote do Supermercado do Irmão, ocorrido no dia 4 deste mês. No dia do crime, as imagens da câmera de segurança mostraram o momento em que os dois investigados, a bordo de uma moto, acessaram a travessa e esperaram a passagem da vítima, gerente de vendas do referido estabelecimento comercial.

Quando a vítima passou pelo local, os suspeitos a interceptaram e já anunciaram o assalto. Destaca-se que a vítima fazia o transporte do malote – com aproximadamente R$ 50 mil – para realizar depósito, e acabou sendo abordada pelos dois indivíduos que estavam em uma motocicleta, de cor preta, com uma descarga barulhenta.

De acordo com as investigações, o suspeito que estava na garupa apontou uma arma, aparentando ser um revólver calibre 38, e, em seguida, ordenou que lhe entregasse o malote. Diante de tais fatos, a Polícia Civil representou por mandados de busca e apreensão e mandado de prisão temporária, que foram cumpridos hoje (25).

Ao dar cumprimento aos mandados, foram encontradas na residência de Fernando, 26 buchas de maconha, além de várias sacolas de “chup-chup” e diversos objetos. E, na residência de Rafael, foi encontrada a moto com impedimento judicial de sequestro, que seria de propriedade de Fernando. Além disso, foi encontrada uma arma tipo polveira, além de sacolas de “chup-chup” e ácido bórico.

A vítima do roubo reconheceu os conduzidos e os apontou como sendo os indivíduos que praticaram o crime.

Fonte: Polícia Civil

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui