A expedição de Carteiras de Identidade em João Monlevade pode passar por mudanças. É que há possibilidade da Polícia Civil da cidade não emitir mais o documento e a Câmara de Vereadores, que já faz o serviço, acumular a atribuição.

A justificativa da suspensão da ação pela polícia é a falta de funcionários – já que o servidor que emite a identidade precisa passar por curso e somente a ele pode ser atribuída a função. Nesse mês de maio, inclusive, o serviço de emissão de identidades pela Polícia Civil está suspenso devido a férias dos funcionários.

Procurado, o presidente da Câmara de João Monlevade, Djalma Bastos (PSD), por meio de sua Assessoria de Comunicação, explicou que “toda ação que objetive oferecer um serviço melhor ao cidadão, em especial um tão demandado quanto a emissão de carteiras de identidade, é analisada pela Câmara. Qualquer ação neste sentido será feita a partir de muito diálogo entre as partes, objetivando único e exclusivamente o atendimento de qualidade ao cidadão”.

Caso a Câmara unifique a confecção das identidades no município, o Legislativo deve analisar outras formas de agendamento para esse serviço, que hoje é feito exclusivamente pelo telefone (31) 3851- 3852-4454 – de 9h às 11h. Atualmente, a Câmara Municipal emite uma média de 20 carteiras de identidade por dia.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui