Major Jayme Alves já orientou e determinou aos oficiais de turno que fiquem atentos aos veículos que provocam perturbação pelas ruas da cidade

A Polícia Militar de João Monlevade vai adotar uma nova postura em relação ao problema do som alto na cidade, apreendendo os equipamentos de quem teima em circular pelas ruas da cidade, ou aqueles que estacionam em portas de bares, incomodando a vizinhança.

A nova estratégia já foi anunciada, em entrevista, pelo major Jayme Alves, que já determinou aos comandantes de turnos quando à fiscalização.

carros som alto

 

 

 

 

 

 

A princípio o dono do veículo será alertado pelos militares, que vão anotar as placas dos veículos como alerta. Na segunda vez em que o motorista for pego, o equipamento poderá ser apreendido e o condutor multado.

A ideia de apreender os equipamentos, que deve seguir o exemplo adotado em outras cidades, tem como objetivo coibir excessos, algo até então não alcançado. “A equipe Tático Móvel e o GEPMOR foram por mim orientados, que se identificar som excessivo de auto é para adotarem as providências. Identificar o indivíduo, anotar a placa, fazer a notificação de trânsito e se o cidadão não remover o som, o veículo será apreendido. Não tenho interesse em pegar ninguém. Aqueles que gostam de exibir o seu equipamento, que faça isso em um local apropriado durante as competições. Neste caso darei todo apoio. Mas perturbando as pessoas, principalmente durante a noite, isso nós não vamos permitir mais”, disse Jayme Alves.

O problema de som alto não está ligado apenas aos carros. Quando em repúblicas estudantis e festas particulares, e a polícia é chamada para atender a casos relacionados a perturbação do sossego, ela vai até o local e somente orienta os proprietários dos aparelhos de som a reduzirem o volume.

Quando é espaço privado, como casas noturnas ou templos, a polícia é acionada e autua o proprietário. Em locais públicos, é necessário um abaixo-assinado da população, para que possa haver intervenção.

Publicidade

12 COMENTÁRIOS

  1. Só acho uma falta de FOCO da polícia de João Monlevade. A cada dia que se passa a criminalidade na nossa cidade só vem crescendo, e as autoridades querendo prender motoristas, ao invés dos bandidos, se for um som roubado aí sim faria sentido.

  2. Eu só queria saber sobre a fundamentação do abaixo assinado, no passado na condição de comandante tão logo separava com o flagrante de perturbação apreendia os equipamentos e os conduzia à delegacia de Polícia.

  3. Realmente é muito mais fácil fazer este tipo de abordagem que enfrentar traficantes, assaltantes e outros criminosos que infernizam a vida do cidadão de bem.

    • Esses idiotas que ficam com o som do carro no último volume seja a noite ou de dia infernizam o cidadão de bem também,e o pior que é com as músicas mais idiotas possíveis,povo chato,tomara que em Ipatinga adotem isso também,qualquer um que está a margem da lei é marginal e deve ser tratado como tal,seja ele traficante,assaltante estelionatário assassino etc e tal.

  4. querem proibir blza. mas antes de probir deem um local apropriado para os amantes do som, assim como tem locais para gisnastica, lazer, tem que ter um local pro pessoal que gosta antes de sair prendendo.. assim com vc senta e quer ver seu programa favorito.. tem pessoas que tem como lazer o som automotivo.
    e se é pra ser radical, se não pode ter som automotivo, vamos fechar as fabricas, se realmente é proibido e assim desempregando milhares de pessoas..

  5. Pra prender som alto etc eles sao bons agora quero ver se alguem vai reclamar com as propagandas politicas que irao comecar agora que no caso encomoda do msm jeito e qual sera a providencia contra esse ladroes do governo, so axo que o foco seria os assaltos, trafico de drogas e etc!

  6. Os políticos já começou às baderna com som sem qualidade. Realmente tem que ter um local apropriado Pará os amantes de só automóvos pois muitas lojas de João monlevade já não fatura mais com os som automotivo por causa das apreensões anos atrás agora começou de novo. João monlevade não tem cultura mesmo cidade fantasma livre Pará os marginais que pratican vários furto por dia explo a residência furto de veículos celulares motos e nunca são recuperados

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui