Quadra suja com fezes de pombos e obra inacabada em salas de aula tiram o sono de educadores da escola Cicinha de Moura

Desde o mês de abril a escola municipal Cicinha de Moura, no bairro Primeiro de maio, em João Monlevade, vem sofrendo com a invasão de pombos. As aves tomaram conta da quadra da escola e provocaram a interdição do espaço usado para a prática de esportes. Há dois meses os educadores reclamam da situação, que novamente foi exposta pelo vereador Belmar Diniz (PT), em reunião da Câmara Municipal, na semana passada.

O parlamentar pontuou que a morosidade em sanar a questão tem prejudicadas as atividades escolares. Belmar comentou também que na escola quatro salas de aula estão interditadas desde que, há dois meses, houve queda de parte do teto. Na época, duas crianças ficaram levemente feridas com o reboco que caiu. “Até hoje não limparam a quadra e não terminaram as obras nas salas. A escola [que funciona em horário integral] tem feito divisão de horários por falta de local para colocar os alunos. Não dá para entender”, pontuou.

A assessoria de Comunicação da Prefeitura de João Monlevade informou que a limpeza da quadra da escola Cicinha Moura será feita nos próximos dias. Em relação às salas de aula, o Executivo prepara processo licitatório para contratar empresa que ficará responsável pelos reparos. A previsão é de que as reformas sejam feitas no recesso do mês de julho e finalizadas num prazo de 30 dias.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui