As três agências bancárias de São Gonçalo do Rio Abaixo (Itaú, Bradesco e Caixa) podem ser proibidas de funcionar a partir das 18h, por conta da falta de segurança. Com isso, não será disponibilizado dinheiro nos caixas eletrônicos até as 8h do dia seguinte. A drástica medida visa coibir furtos e explosões nos equipamentos bancários.

Para efetivar a ação, o prefeito da cidade, Antônio Carlos Noronha Bicalho (PDT) enviou projeto que regulamenta a medida à Câmara de Vereadores. A matéria foi aprovada pelos parlamentares na semana passada, em primeiro turno. Na justificativa do projeto, o prefeito alega que a onda de criminalidade na cidade tem aumentando, deixando a população apreensiva. Para exemplificar, consta na matéria que nos últimos meses várias tentativas de furtos com explosão a caixas eletrônicos foram registrados em todas as agências da cidade. Da última vez, bandidos tentaram explodir equipamentos em intervalo de três dias no mês de maio.

Além de proibir que os caixas fiquem abastecidos com dinheiro após as 18h, as agências bancárias terão que instalar portas ou grades de proteção e mantê-las fechadas no horário estabelecido. A agência que descumprir a regra poderá pagar multa de R$10 mil por dia. Os bancos terão 60 dias para providenciarem as medidas protetivas.

Os valores arrecadados com as multas, segundo o projeto do Executivo, serão aplicados em segurança pública, visando evitar explosões de caixas. Cartazes informativos também devem ser fixados nas portas de entrada das agências dando pleno conhecimento da ausência de dinheiro nos caixas eletrônicos.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui