A cidade do Rio de Janeiro entra no período conservador do Plano de Retomada das Atividades Econômicas. Apesar de liberar todas as atividades econômicas no município, a prefeitura alerta que ainda precisam ser mantidos os protocolos sanitários e as regras de ouro, como o uso de álcool em gel e de máscaras. As orientações estão em edição extra do Diário Oficial do Município.

Segundo a Vigilância Sanitária, as pessoas que tenham comorbidades, sensíveis ainda ao agravamento da covid-19, devem se preservar e evitar deslocamentos fora de casa.

De acordo com a prefeitura, em reunião no domingo (1º), o Comitê Científico decidiu acabar com a divisão do plano em fases e dar início ao período conservador. A decisão foi baseada em indicadores como o número de registros confirmados de covid-19 entre residentes do município, que caiu desde o começo das flexibilizações, apesar de desobediências aos protocolos de segurança, e o de casos positivos entre os suspeitos, que também se reduziu.

Foi observada ainda queda na demanda por leitos, que, na avaliação dos gestores municipais, tem tendência de permanecer neste cenário. Também houve redução quando se analisou a média móvel de mortes.

Com o período conservador, está liberada a permanência nas areias da praia, onde os vendedores ambulantes podem voltar a oferecer bebidas alcoólicas e alugar cadeiras e guarda-sóis, que devem ser mantidos agora com distância de 1,5 metro – antes era de 2m. Está permitida ainda a montagem de barracas.

Os esportes coletivos na areia podem novamente ser praticados diariamente.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui