Prefeito de Rio Piracicaba entrega projeto de lei para adequar salário dos professores

Em visita à Câmara, prefeito de Rio Piracicaba entrega projeto de lei para adequar salário dos professores ao Piso Nacional

Prefeito Augusto Henrique solicita agilidade dos vereadores para adequação do vencimento dos professores ao Piso Nacional

O prefeito de Rio Piracicaba, Augusto Henrique da Silva (Cidadania), protocolou, na manhã dessa quinta-feira (30), na Câmara Municipal, o Projeto de Lei Complementar 2.202. A matéria altera a Lei Complementar 2.133 de 2010 que dispõe sobre o plano de cargos, carreiras e vencimento dos servidores do magistério do município.

O Chefe do Executivo foi recepcionado pelo presidente da Câmara, vereador Reginaldo Wanderson Catarino Azevedo (Cidadania) – Nozinho do Caxambu; pela vereadora e líder de Governo, Dirlene Aparecida Tomaz (PP) – Cidinha; além dos parlamentares Antônio Augusto Bueno Mafra (PSDB); Antônio de Pádua Guedes (PDT) e Leon Fátima de Almeida (PSB).

Augusto destacou não ser de praxe sua presença no Legislativo para entrega de projetos, mas devido à relevância da matéria fez questão de registrar o protocolo. “Fiz questão de vir pessoalmente porque é um ganho para a classe dos nossos professores, uma reivindicação antiga. Optamos por agir com prudência e o reajuste será retroativo ao mês de janeiro”, explicou o prefeito.

Anúncios

O Chefe do Executivo sugeriu aos parlamentares agilidade na aprovação do projeto. O vereador Antônio Guedes pontuou a relevância da matéria, tendo em vista que o reajuste era constantemente alvo de cobrança por profissionais do magistério. “Os professores estavam sempre cobrando da gente reivindicar ao prefeito este benefício e graças a Deus chegou em boa hora porque terá efeito retroativo. Tenho certeza de que os nove vereadores irão aprovar este projeto tão esperado por toda a categoria”, opinou o tucano.

O presidente da Câmara também manifestou ser favorável à agilidade na tramitação da matéria. “Os profissionais da educação merecem todo o nosso respeito e empenho. Tudo indica que o projeto entrará na pauta de votação na próxima sessão ordinária que será realizada no dia 8 de julho”, esclareceu Nozinho.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui