A dívida de Minas Gerais com os municípios ultrapassa R$ 8 bilhões, conforme projeção do calendário do próprio Governo

A Associação Mineira de Municípios (AMM) promove uma mobilização nesta terça-feira (21), em Belo Horizonte e espera a adesão de mais de mil pessoas, entre prefeitos, vereadores, secretários municipais e servidores públicos. A chefe do Executivo de João Monlevade, Simone moreira (PSDB) confirmou presença no manifesto.

Segundo a AMM, o objetivo é pressionar e cobrar do governo estadual um posicionamento em relação aos atrasos constantes dos repasses de verbas, de diferentes áreas, aos municípios mineiros. A dívida atualizada em 16 de agosto está em R$ 8,1 bilhões, conforme projeção do calendário do próprio Governo.

Só para os municípios da região do Médio Piracicaba, a dívida com as prefeitura giram em torno de R$ 100 milhões.

Os gestores cobram recursos do IPVA e ICMS para a educação, transporte escolar, Piso Mineiro de Assistência Social e repasses da Saúde, além de multas e correções dos atrasos. A falta destes repasses tem obrigado as administrações municipais a utilizar recursos próprios, o que acaba sendo um paliativo que pode comprometer outras necessidades dos municípios.

Na capital mineira, os prefeitos e prefeitas irão se concentrar às 13h, na Cidade Administrativa, de onde seguirão, em carreata, até o Palácio da Liberdade.

Leia também:

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui