Aulas presenciais seguem suspensas

Na última quinta-feira (22), foi publicada a prorrogação do Decreto Municipal 12/2021. O documento trata sobre a continuidade do sistema online de aulas em João Monlevade, enquanto durar o Estado de Calamidade Pública em Minas, por conta da pandemia do coronavírus.

O decreto também amplia novos participantes no Grupo Especial de Trabalho, que tem como missão elaborar um documento com orientações que vão ajudar na formulação de um plano para possível retomada das atividades. Os estudos serão coordenados pela Secretaria Municipal de Educação, que terá um prazo de 60 dias para apresentar ao prefeito Dr. Laércio Ribeiro (PT) propostas de protocolos específicos pra retorno seguro das aulas presenciais.

A criação do Grupo de Trabalho é uma orientação da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Secretaria Estadual de Educação.

Anteriormente, o Grupo era composto por membros das secretarias de Educação, Saúde, Vigilância em Saúde (Visa) e da Comissão de Enfrentamento à Covid-19. Com a prorrogação do decreto, foram acrescentados representantes das secretarias municipais de Obras, Fazenda e Planejamento, além de representantes das escolas estaduais, da rede privada, da Vigilância Sanitária, de profissionais e de trabalhadores da Educação.

Aulas de forma remota

Segundo nota técnica emitida pela Fiocruz, o ambiente escolar em sua maioria é formado por crianças e jovens que, pela característica imunológica, ao contraírem Covid-19 tendem a não manifestar sintomas ou, em alguns casos, manifestam sintomas leves, mas que continuam como vetores de transmissão.

Enquanto o grupo realiza os estudos de forma criteriosa, permanece a proposta das aulas de forma remota em 2021 e, segundo a Secretaria Municipal de Educação, devem iniciar em março.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui