Vista parcial de João Monlevade (Bell Silva)

João Monlevade passa a integrar a onda verde do programa Minas Consciente – Retomando a Economia do Jeito Certo. Para avançar da onda amarela à verde, o município manteve indicadores estáveis.

Com este avanço, fica permitido o retorno de atividades como atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança, feiras, congressos, exposições, filmagens e fotos de festas, eventos em casas de festas e bufê, parques de diversão, circo, boates, sinuca e bares com entretenimento (música ao vivo).

No entanto, as medidas de prevenção ao novo coronavírus devem ser mantidas, como o uso de máscaras e álcool 70°, a manutenção do distanciamento social, a adoção das medidas de higienização pessoal e dos estabelecimentos.

As informações constam em decreto da prefeita Simone Moreira (PTB) e as mudanças já estão em vigor desde o último sábado, dia 24 de outubro.

Ainda conforme o documento, os estabelecimentos autorizados a funcionar na onda verde deverão utilizar até 50% de sua capacidade e obedecer rigorosamente aos protocolos sanitários, bem como a evolução ou regressão das ondas de classificação do Plano Minas Consciente no site www.mg.gov.br, publicadas semanalmente.

O estabelecimento que não cumprir as regras pode ter o alvará de funcionamento suspenso ou cassado pela administração municipal. E, em caso de de regressão de onda da microrregião ou macrorregião à qual pertence o Município de João Monlevade no Plano Minas Consciente ou, ainda, aumento do número de casos, o Poder Executivo poderá suspender a realização de qualquer uma das atividades mencionadas no decreto.

Minas Consciente

A nova formatação do programa Minas Consciente foi baseada nas informações fornecidas por diversas instituições e entidades de classe, com objetivo de auxiliar os municípios mineiros para que possam agir de maneira correta e responsável, mantendo os bons resultados apresentados pelo Estado na contenção da pandemia.

O programa, criado pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sedese) e de Saúde (SES), estabelece critérios para a flexibilização das atividades na pandemia, a fim de levar a sociedade, pouco a pouco, à normalidade, por meio de um sistema de critérios e protocolos sanitários que garantam a segurança da população.

O plano setoriza as atividades econômicas por etapas. São elas: onda vermelha, referente aos serviços essenciais; onda amarela, serviços não essenciais; e onda verde, serviços não essenciais com alto índice de contágio pelo novo coronavírus.

 

 

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui